Created by Marc Chmielewski

Porque a complexidade governa

A complexidade governa o nosso mundo. É a essência da nossa marca. Por que escolhemos a complexidade e o que isso diz sobre a Movendo e o nosso trabalho?

Os desafios que enfrentamos todos os dias em nosso mundo profissional podem basicamente ser distinguidos como tarefas complicadas ou complexas. Uma tarefa é complicada se for influenciada por um grande número de fatores, claramente interdependentes e previsíveis. Com conhecimento, inteligência e experiência, essas tarefas podem ser compreendidas e resolvidas. Referências e melhores práticas podem ser consultadas. Você pode aceitar uma solução correta e pode definir regras e processos que levarão à solução certa. Isso significa que essas tarefas são adequadas para digitalização e uso de inteligência artificial, pois computadores podem ser programados para usar regras. Também significa que, mais cedo ou mais tarde, como seres humanos, seremos substituídos por computadores que não cometem erros ao seguir regras e processos e podem fazer cálculos mais rapidamente.

Quando falamos de desafios complexos, queremos dizer desafios em que muitos fatores desempenham um papel, mas suas interdependências são ambíguas e mudam constantemente. Novos fatores surgem repentinamente e influenciam significativamente a tarefa. A principal percepção de um desafio complexo é que você não consegue encontrar uma solução correta e universalmente válida e que não há referências ou práticas recomendadas para procurar. E, portanto, não há regras e processos que permitam processamento sem erros. E, infelizmente, temos que dizer que a complexidade não pode ser reduzida ou controlada. Não existe "Mantenha as coisas simples!" 

Temos que aceitar

que não há uma ÚNICA

percepção correta para

uma situação

E sim, existem diversas maneiras de resolver e lidar com a complexidade.

Um ponto importante é que nunca podemos compreender a complexidade sozinha. As pessoas só veem parte da complexidade. Portanto, precisamos de várias perspectivas, muitas pessoas, para obter uma visão clara da complexidade. Chamamos isso de "pensamento de múltiplos cérebros". E temos que aceitar que existem diversas perspectivas e não uma única correta percepção para uma situação. Outro ponto importante é que precisamos de novos métodos para lidar com a complexidade. O planejamento a longo prazo com “milestones”, metas fixas, papéis e responsabilidades bem definidas não faz sentido se você não souber como a complexidade e, portanto a tarefa, evoluirão na próxima etapa. O que ajuda é um processo que coloca repetidamente a complexidade na agenda e move a tarefa para o meta-nível ou a perspectiva do helicóptero, para que as mudanças na complexidade sejam um tópico contínuo e, portanto, possam ser trabalhadas conscientemente. E isso também significa que o aprendizado contínuo por meio da experiência, reflexão e manejo construtivo dos erros são essenciais. Não há certo e errado. Ao contrário de regras claras, os princípios de trabalho e a tomada de decisão devem ser definidos em ambientes complexos, como grades de proteção entre as quais há espaço para se movimentar. Isso mantém as pessoas e as organizações móveis e capazes de atender à realidade da complexidade.

Na Movendo, nos consideramos especialistas em capacitar e empoderar as pessoas e as organizações para lidar com a complexidade, trabalhando juntos para desenvolver os princípios que descrevemos e implementando a nova abordagem. Tornamos pessoas e organizações móveis. SEJA MOVENDO!

 


Voltar